7 curiosidades sobre o Naga Cable Park

que você (provavelmente) não Sabia.

O Naga Cable Park também guarda os seus segredinhos! Nesse post reunimos 7 curiosidades que você provavelmente não sabia sobre o parque:

 

1– O lago é vivo! – Isso é uma coisa meio óbvia, mas o nosso lago possui uma nascente e ela é 100% natural. Isso faz com que uma variedade enorme de peixes se desenvolvam por aqui! São diversas espécies, como Tilápia Saint Peter e a Tilápia Nilotica; Carpa Capim, Carpa Cabeçuda e também a Carpa Ornamental; Tambaqui; Pirarara; Cachara; Tucunaré; Dourado, Lambari e muitos outros. E aí, você já encontrou algum peixe por aqui?

2– Nós temos um alemão no parque – Você já deve ter parado para admirar as enormes torres, com suas roldanas e cabos puxando os riders sobre a água, não é mesmo? Mas você sabia que o sistema que mantém tudo isso funcionando é alemão, de uma empresa 100% dedicada a isso? Rixen Cableways! Nos anos 60, um esquiador aquático alemão, chamado Bruno Rixen, imaginou uma máquina que pudesse eliminar a dependência dos barcos, em um esforço para popularizar e baratear o seu esporte do coração. Após anos de investimento e muitos protótipos, Rixen finalmente fundou a sua empresa e o seu sistema revolucionário abriu um novo capítulo na história dos esportes aquáticos: foi o surgimento dos cable parks!
O Naga Cable Park possui 3 sistemas Rixen: um Fullsize e dois Bros (Duas Torres). Olha o Sr. Rixen dando um rolê de Ski com seus 80 anos!

3 – Existe uma hora mágica – Há um certo horário onde a atmosfera do parque se transforma, como se o tempo parasse e aquele instante único ficasse suspenso no ar. O Sol, no horizonte, pinta toda a superfície do lago de laranja; um brilho especial toma conta de tudo; o trem passando no fundo, no horizonte; o clima fresco e agradável… Essa hora mágica é o pôr-do-sol! Todos os riders podem dizer que essa é a hora mais incrível para se estar na água. Como se esse curto momento do dia carregasse de energia todos que estão no parque. É mágica, em sua forma mais pura. Quem já presenciou essa cena sabe do que estamos falando!

4 – Aqui tem fruta no pé – Em torno do nosso lago é possível encontrar diversas árvores frutíferas. Quem cresceu no campo sabe o quanto é gostoso comer uma fruta do pé! Manga, amora, jambolão, goiaba, pitanga, acerola, ingá, jaca, carambola… São muitas frutas, para todos os gostos e estações!

5 – Naga sustentável – As passarelas de madeira, tão amigas dos riders que escorregam nas curvas, foram projetadas de forma sustentável, pensando em utilizar materiais recicláveis de forma a estimular a consciência ecológica. Fazendo uso de pallets reaproveitados de madeira e mais de 5000 garrafas PET, as passarelas se mesclam com a paisagem de forma orgânica.

6 – Vida na terra, vida no céu – O Naga tem o prazer de receber visitantes voadores o tempo todo. Alguns vivem nas nossas árvores, outros gostam de passear por aqui de vez em quando. Dentre os pássaros que podem ser vistos aqui no parque, nós temos: Arara, Tucano, Maritaca, Papagaio. Também é possível avistar Andorinha, Bem-Te-Vi, Coruja, Pica-pau, Pavão, Garibaldi, Noivinha, Cabecinha-Branca e muitos outros. Com sorte você consegue avistar algum pássaro diferente por aqui!

7 – O Logo do Naga – O logotipo do Naga Cable Park tem história, e a raiz dela está no hinduísmo e no budismo. Naga é a palavra do sânscrito para uma divindade em forma de uma cobra gigante, em especial a Cobra-Rei ou Cobra-Real, às vezes com uma, às vezes com várias cabeças. Conta a história que Buddha estava meditando sob a árvore de Bodhi e após 4 semanas o céu ficou negro por 7 dias, até que uma grande tempestade tomou conta da cena. Das profundezas da Terra, um Naga surgiu e ficou sobre Buddha, protegendo-o com seu corpo colossal e permitindo que ele continuasse a meditar. Assim, Buddha evoluiu e atingiu a iluminação completa.

Portanto, Naga é sinônimo de evolução, superação de limites e transcendência. E o Naga Cable Park tem como uma de suas principais filosofias ser esse local onde podemos evoluir com o esporte e através dele, de forma pessoal, superando as nossas dificuldades e nos transformando em alguém cada vez melhor.

 

Comentários

Comentários