11 curiosidades sobre Wakeboard que você precisa saber

 

1- Como surgiu

O Wakeboard surgiu na década de 80, nos Estados Unidos, como uma alternativa ao surf para os dias de pouca onda. Nessa época, alguns surfistas passaram a colocar alças nas pranchas para prender os pés e serem puxados por barcos.

 

2- Primeira prancha

A primeira prancha foi criada na década de 80 pelo surfista Tonny Finn, de San Diego/CA. A Skurfer (nome que foi batizada) possuía as características de uma prancha de surf (porém menor e mais estreita, com fundo côncavo e grande flutuação) e foi o primeiro shape desenvolvido para a hidrodinâmica de ser puxado por um barco, mas ainda não havia alças para prender os pés.

 

3- Footstraps

As footstraps (alças que seguram os pés dos praticantes) foram adicionadas às pranchas em 1985 e marcaram uma evolução para o Wakeboard, pois permitiram o desenvolvimento de manobras, distanciando-se do surf e aproximando-se do snowboard.

 

4- Tamanho da prancha

A prancha de Wake depende do peso e do nível de cada rider. Quanto mais pesado ele for, maior será a prancha.

 

5- Faz bem para o corpo

O Wakeboard trabalha os músculos do corpo todo, contribuindo para o aumento da força muscular e coordenação motora. Além disso, também melhora o condicionamento cardio-respiratório e a aptidão física.

 

6- Faz bem para a mente

O Wakeboard proporciona sensação de liberdade, estimulando o bem-estar, o equilíbrio e a concentração, eliminando sintomas de stress e ansiedade.

 

7- Wakeboard no Brasil

O Wakeboard se consolidou no Brasil em 1998, com a fundação da ABW (Associação Brasileira de Wakeboard). Aqui, o grande berço do Wake foi a represa de Guarapiranga, onde os primeiros riders (como Betinho, fundador da ABW), costumavam praticar.

 

8- ABW

A ABW é uma instituição sem fins lucrativos que busca reunir todos os atletas e amantes de Wake no Brasil. A intenção é que o esporte seja cada vez mais fortalecido e reconhecido no país.

 

9- Sistema Cable

18464915998_0cc32d4d4f_kFoto: Fernando Guzi

 

O primeiro Cable Park foi construído pelo engenheiro alemão Bruno Rixen, em 1962, e surgiu como uma alternativa mais acessível e sustentável à prática do Wakeboard tradicional. Esse sistema utiliza cabos sustentatos por torres, movidos à eletricidade, ao invés de barcos para puxar os atletas. O método é considerado ecologicamente correto pois dispensa o uso de combustível, não produz ruído, oxigena a água e concentra os praticantes em um local estruturado para a prática.

 

10- Naga Cable Park

O Naga Cable Park, inaugurado em 2009, foi o primeiro da América Latina e vem impulsionando o esporte ao proporcionar acesso ao esporte à milhares de novos praticantes por ano.

 

11- Para todas as idades

17354770812_645075cce2_bFoto: Fernando Guzi

 

No Naga, nós oferecemos os ensinamentos básicos para que todos iniciem a prática do Wakeboard, portanto com a técnica adequada o esporte torna-se acessível a todas as idades. Aqui, crianças de 8 anos já podem utilizar o sistema de 2 torres e de 12 anos o sistema principal, desde que estejam acompanhados pelos pais ou responsáveis. (Lembrando que é indispensável a apresentação de RG, Carteira de Habilitação, Certidão de Nascimento (originais), ou Carta de Transferência de Responsabilidade, assinada por um dos pais e reconhecida em cartório).

 

Valeu, galera! Espero que tenham curtido conhecer um pouquinho da história do Wake. Até a próxima 😀

 

Comentários

Comentários